sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Lucas 23:13-25

                Jesus outra vez perante Pilatos

  Então Pilatos reuniu os sacerdotes principais e outros lideres dos judeus,juntamente com o povo,e anunciou sua sentença:"Vocês me trouxeram este homem,acusando-O de provocar uma revolta contra o governo.Eu O interroguei e considero Jesus inocente.Herodes chegou a mesma conclusão e O devolveu à nós:nada do que este homem tem feito exige a pena de morte.Portanto,eu O mandarei açoitar com chicote de chumbo e o soltarei."
  Mas,neste momento,um poderoso clamor levantou-se da multidão enquanto eles gritavam como se fosse uma só voz:
  "Mate-O!E solte-nos Barrabás!"(Barrabás estava na prisão por ter começado em Jerusalém uma revolta contra o governo,e por ter praticado um assassinato).
  Pilatos discutia com eles,porque queria soltar Jesus,porém eles gritavam:"Crucifique!Crucifique!"
  Novamente,pela terceira vez ele perguntou?"Por quê?Que crime Ele cometeu?Eu não achei razão nenhuma para condená-LO.Portanto,será castigado e solto."Porém eles gritavam cada vez mais alto pedindo a morte de Jesus.E o pedido deles venceu.
  Portanto,Pilatos sentenciou Jesus à morte como eles exigiam,e soltou Barrabás,homem preso por revolta e assassinato,a pedido deles.Mas,entregou-lhes Jesus,para que eles fizessem como queriam.
 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Eu, o Senhor, o chamei em retidão; segurarei firme a sua mão. Eu o guardarei e farei de você um mediador para o povo e uma luz para os genti...