quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Gálatas 1:1-24

                                     Prefácio e saudação

  De:Paulo,o missionário,e todos os outros cristãos daqui.
  Para:as igrejas da Galácia.
  Eu não fui chamado para ser missionário por nenhum grupo ou organização.Minha chamada vem do próprio Jesus Cristo,e de Deus o Pai,que O ressuscitou dos mortos.QUE A PAZ E A BÊNÇÃO DE DEUS O PAI E DO SENHOR JESUS CRISTO ESTEJAM COM VOCÊS.Jesus Cristo morreu por nossos pecados como fora planejado por Deus nosso Pai,e nos resgatou desse mundo mau em que vivemos.
  À DEUS,TODA A GLÓRIA POR TODOS OS SÉCULOS DA ETERNIDADE.AMÉM.
  
                      A inconstância dos gálatas   

  Estou admirado de que vocês tão depressa assim estejam desviando-se de Deus,que com seu amor e sua misericórdia convidou vocês à participarem da vida eterna que Ele dá por meio de Cristo;e vocês já estão seguindo "outro caminho para o céu",e que na verdade não conduz exatamente ao céu.Porque não existe outro caminho,a não ser aquele que nós lhe mostramos,vocês estão sendo enganados por aqueles que torcem a verdade concernente a Cristo.
  Que as maldições de Deus caiam sobre qualquer um incluindo eu mesmo,que pregar qualquer outro meio de salvação,além daquele a respeito do qual lhes falamos,sim,se um anjo vier do céu e pregar outra mensagem qualquer,que seja maldito para sempre.Digo e repito:se alguém pregar qualquer outro evangelho diferente daquele que vocês acolheram,caia sobre ele a maldição de Deus.

              O evangelho que Paulo recebeu e pregou

  Vejam que não estou procurando agradar-lhes com uma conversa mansa e com adulação;não,estou tentando agradar é a Deus.Se eu ainda estivesse tentando agradar aos homens,não poderia ser servo de Cristo.
  Queridos amigos,afirmo solenemente que o caminho para o céu que eu prego não está baseado em mera fantasia ou sonho dos homens.Minha mensagem vem de uma pessoa - ninguém menos que o nosso Senhor Jesus Cristo,que me instruiu sobre o que dizer.Ninguém mais me ensinou.
  Vocês sabem como eu era quando seguia a religião judaica - como perseguia sem misericórdia os cristãos,procurando matá-los procurando fazer o melhor que podia para me livrar deles todos.Fui um dos judeus mais religiosos da minha idade no pais inteiro,e procurava tão rigidamente quanto possível seguir todas as regras antigas e tradicionais da minha religião.
  Foi então que algo aconteceu!Porque antes mesmo de eu nascer,Deus me escolhera para ser dEle,chamando-me - quanta graça e bondade! - Para revelar seu Filho em mim,a fim de que eu pudesse ir aos gentios e mostrar-lhes a Boa Nova acerca de Jesus.
  Quando tudo isso me aconteceu,não fui discuti-lo com nenhuma outra pessoa;não fui à Jerusalém trocar ideias com aqueles que eram apóstolos antes de mim.Não,mas fui embora para os desertos da Arábia,e depois voltei à cidade de Damasco.

                  Paulo vai à Jerusalém,Síria e Cilícia

  Não foi senão três anos mais tarde que,finalmente,fui à Jerusalém,para uma visita à Pedro,permanecendo lá com ele aproximadamente quinze dias.E dos outros apóstolos,o único com quem me encontrei naquela vez foi Tiago,irmão de nosso Senhor.(Ouçam o que eu estou dizendo,pois lhes falo isso na própria presença de Deus.Foi exatamente isso que aconteceu - não estou mentindo à vocês).Então depois desta visita,fui para a Síria e Cilícia.Entretanto,os cristãos da judéia nem ao menos sabiam ainda como eu era.Tudo quanto sabiam era o que o povo andava dizendo,isto é:"O nosso antigo inimigo agora está pregando a própria fé que ele tentou destruir".E dava Glória à Deus por minha causa.

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Eu, o Senhor, o chamei em retidão; segurarei firme a sua mão. Eu o guardarei e farei de você um mediador para o povo e uma luz para os genti...