quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Atos 28:11-22

     A continuação da viagem
  Passaram-se três meses depois do naufrágio,antes de nos fazermos ao mar novamente,e desta vez fomos no "Irmãos Gêmeos",um navio que vinha de Alexandria,e tinha passado o inverno na ilha.Nossa primeira escala foi em Siracusa,onde permanecemos três dias.
  Dali rodeamos até Régio;um dia após um vento sul começou a soprar,e por isso no dia seguinte,chegamos a Poteóli,onde encontramos alguns crentes!Eles nos pediram que ficássemos com eles sete dias.Depois navegamos para Roma.
  Os irmãos de Roma tinham sabido que estávamos chegando,e vieram encontrar-se conosco no Fórum da Via Ápia.
  Outros se reuniram a nós nas Três Vendas.Quando Paulo os viu,deu graças a Deus e sentiu-se animado.

              Paulo em Roma

  Ao chegarmos a Roma,Paulo teve permissão de morar onde quisesse,embora guardado por um soldado.Três dias depois da chegada dele,convocou os lideres judaicos do lugar e falou o seguinte:
  "Irmãos,eu fui preso pelos judeus de Jerusalém e entregue ao governo romano para ser processado,embora não tenha causado prejuízo a ninguém,nem desobedecido aos costumes dos nossos antepassados.Os romanos me julgaram e queriam soltar-me,porque não acharam causa para a sentença de morte exigida pelos lideres judaicos.Mas quando os judeus protestaram contra a decisão,eu achei necessário,sem nenhuma intenção de prejudicar os da minha nação,apelar para César.Pedi à vocês que viessem aqui hoje  para que nós pudéssemos nos conhecer e pudesse contar-lhes que é porque eu creio que o Messias já veio que estou preso com esta corrente".
  Eles responderam:"Nós não temos ouvido nada contra você!Não temos tido cartas da Judeia, nem informação daqueles que chegam de Jerusalém.Mas queremos saber o que você crê,porque a única coisa que sabemos a respeito destes cristãos é que eles são combatidos em toda parte!"

Nenhum comentário:

Postar um comentário

E ele disse:" Se agora tenho achado graça aos teus olhos, dá-me um sinal de que és tu que falas comigo". ( Juízes 6:17)