sábado, 26 de março de 2011

Isaías 30:27-33

                   O julgamento da Assíria

  Olhem! Lá vem o Senhor,vindo de longe,queimando como fogo na sua ira,cercado de densas nuvens de fumaça,os seus lábios estão cheios de ira;a sua língua queima  e destroi como um fogo.
  A sua ira se derrama sobre todos os inimigos como uma enchente.Ele vai sacudir as nações orgulhosas com uma grande destruição,vai puxá-las para o castigo como um cavalo é puxado pelas rédeas.
  Mas vocês,povo de Deus,cantarão um hino de profunda alegria,como no dia da Páscoa,o seu coração ficará alegre como o homem que,tocando uma flauta,conduz a multidão ao Monte do Senhor,o Santo de Israel.A voz majestosa do Senhor será ouvida,e Ele esmagará os seus inimigos com o seu forte braço,com grande ira através de incêndios,tempestades e grandes temporais e chuva de pedras.A Assíria tremerá de ,medo ao ouvir a voz do Senhor,ficará ferida com a vara de Deus.E quando o Senhor castigar os Assírios,cada pancada da vara de Deus será festejada com harpas e tamborins.Porque a fogueira onde vai ser queimado Moloque,o deus da Assíria já está pronta há muito tempo,com  muita lenha que será acesa  pelo sopro do Senhor,que é como o fogo de um vulcão.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os teus mandamentos me tornam mais sábio que os meus inimigos, portanto, estão sempre comigo, ( Salmos 119:98)