sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Lucas 15:11-32

                A parábola do filho pródigo

  Para explicar ainda melhor este assunto,contou-lhes a seguinte história:
  "Um homem tinha dois filhos.Quando o mais novo disse ao pai:'Eu quero agora a minha parte da herança,em lugar de esperar até que o Senhor morra!'O pai concordou em dividir a fortuna entre os filhos.
  Poucos dias depois,este filho mais novo juntou toda a parte dele,viajou para uma terra distante,e ali gastou todo o seu dinheiro com festas e prostitutas,quando o dinheiro dele acabou,uma grande fome espalho-se sobre a terra,e ele começou a passar necessidade.Foi então a um fazendeiro local pedir para trabalhar na fazenda,cuidando dos porcos.
  O rapaz andava com tanta fome que desejava encher seu estômago com os legumes que jogava aos porcos,mas ninguém deixou.
  Quando ele finalmente voltou ao seu juízo,disse consigo mesmo:'Lá em casa até os empregados tem comida de sobra,e aqui,eu estou morrendo de fome!Eu vou para casa,junto do meu pai e lhe direi:'Pai eu pequei tanto contra o céu e contra o senhor.E já não mereço ser chamado seu filho.Por favor quero ser seu empregado'.
  Então ele voltou para casa para junto de seu pai.E quando ainda estava a uma grande distância,o pai viu que ele vinha,e ficou cheio de compaixão e alegria!Correu,abraçou e beijou o filho.
  O rapaz disse:'Papai,eu pequei contra o céu e contra o senhor,e não mereço ser chamado seu filho'-
  Mas o pai disse aos escravos:'Depressa,tragam a roupa mais bonita e rica da casa para vestir nele,um anel de pedras preciosas e sapatos!Matem o melhor bezerro que temos.Precisamos fazer uma festa,para comemorar a nossa alegria.Por que este meu filho estava morto e voltou à vida.Estava perdido e foi achado'.Com isto começou a festa.
  Mas o filho mais velho estava nos campos trabalhando;quando ele voltava para casa,ouviu a música das danças,e perguntou a um dos criados o que estava acontecendo.
  'Seu irmão voltou',contou ele.'e o seu pai matou o melhor bezerro e preparou uma grande festa para comemorar a volta dele com saúde'.
  O filho mais velho ficou zangado e não queria entrar.O pai saiu e insistiu com ele.Porém ele respondeu:'Estes anos todos eu tenho trabalhado bastante para o senhor,e nunca me recusei nenhuma vez,a fazer nenhuma só coisa que o senhor me mandou,e em todo este tempo o senhor nunca me deu nem mesmo um cabrito para uma festa com meus amigos.
  Já quando volta este filho,depois de gastar o dinheiro do senhor com prostitutas ,o senhor comemora matando o melhor bezerro que temos na fazenda!'
  'Olhe meu filho querido',disse-lhe o pai,'eu e você somos muito amigo e tudo o que eu tenho é seu.Porém,é justo comemorarmos pois ele é o seu irmão;estava morto e voltou a viver!Estava perdido e foi achado!"'

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Antes vocês nem sequer eram povo, mas agora são povo de Deus; não haviam recebido misericórdia, mas agora a receberam. ( 1 Pedro 2:10)